terça-feira, 6 de janeiro de 2015

Morto na contramão da Marginal estava com IPVA vencido, diz PM.

O motocilista que morreu na contramão da Marginal Pinheiros após fugir de um bloqueio da Polícia Militar na Avenida Jornalista Roberto Marinho, na tarde desta terça-feira (6), era vigilante e trabalhava em um prédio no Brooklin, na Zona Sul de São Paulo. Segundo a PM, ele estava com o IPVA da moto vencido, o que pode ter motivado a fuga. 
A perseguição policial terminou em um grave acidente na pista expressa da Marginal Pinheiros, na altura da Ponte Cidade Jardim, sentido Interlagos. O motociclista colidiu com outras duas motos e um carro. Outras três pessoas ficaram feridas.

A polícia ainda investiga os motivos da fuga, mas uma das hipóteses é de que o homem tenha desobedecido a ordem de parada por causa da falta de pagamento do imposto. "Pode ser isso", afirmou o tenente Davi Carlos Queiroz. Ele disse que a PM faria uma varredura no trajeto da fuga para ver se encontra mais indícios. O tenente contou que o motociclista que morreu não tem antecedentes criminais.

A pista foi totalmente bloqueada às 18h50 porque o helicóptero Águia precisou pousar para fazer o resgate de uma das vítimas, que estava em estado grave. Ele foi levado ao Hospital das Clínicas. Outro ferido recebe atendimento no Hospital Universitário. A terceira vítima recebeu atendimento no local e foi liberada.

0 comentários:

Postar um comentário